ESTE NÃO É UM ESPAÇO PARA FAZER AMIGOS; É PARA INFLUENCIAR PESSOAS.



31 de mai de 2015

SALVADORES DA FAUNA
E tu que tanto proteges gatos e cachorrinhos, por que não te importas que degolem vacas e ovelhinhas que comes aos nacos todo santo dia, ou sempre que podes? Se a carne de cão e gato tivesse um sabor igual e desse um bom churrasco, decerto te apeteceriam. Como te apetecem os peixes que, fora d'água, morrem asfixiados...
A COBRA VAI FUMAR

Pois, Dilma Vana ainda estava em andanças pelo México nesta semana que já era, quando estourou mais um escândalo pelas beiradas do seu caminho marginal.

Zé Maria Marin, o Surrupiador de Medalhas, ainda vice-presidente da CBF foi preso lá na Suíça.

Dilma Vana ao invés de se horrorizar com mais este desmoralizante vexame, resolveu dar de ombros e desdenhar sem a menor emoção e qualquer comoção: "Acho que isso só vai beneficiar o Brasil".

Assim falou a Zaratustra brasileira, como se a bagunça fosse apenas uma coisa da Fifa, não tivesse nada a ver com a CBF e muito menos com o legado que o bunga-bunga e repoltreio da Copa das Copas nos deixou.

Dilma Vana foi tão Dilma Vana como sempre.

Mostrou-se peremptoriamente distante de mais um escândalo, como já está habituada de tanto que seu governo anda metido em confusões. É assim mesmo, quem está acostumado não estranha.

A diferença é que agora essa roubalheira da Fifa e seus cúmplices de cada Copa do Mundo está sendo caçada pela Justiça, pelos agentes da Receita e pelo FBI lá dos Estados Unidos.

E, como se sabe, essa turma persecutória americana ainda não foi aparelhada pelo governo brasileiro, como aparelhados estão há muito tempo de bons governos, os tribunais de um modo geral e a Corte Suprema em especial, aqui nesse antigo País do Futebol

Quer dizer, com os "marines" no pedaço, a história da Petrobras já seria bem outra. Lá, o Richard Nixon dançou por que não soube mentir.

Isso mesmo o escândalo do watergate deu no que deu, por que o presidente dos Estados Unidos mentiu para os americanos.

Já pensou, se o FBI tivesse assistido aos programas de TV da campanha eleitoreira de Dilma? Uma coisa é certa: não reagiria com um panelaço.

Eles já estão pintando por aqui. Dilma Vana que se aprecate, por que a Fifa tem tudo a ver com a Copa das Copas que, em 2007, foi trazida para cá por honra e glória da comitiva de cartolas comandada pelo então presidente Lula da Silva, o mais rico Pai dos Pobres da história desse país.

Essa gente "senta a pua". E aí, dona Dilma Vana, antes que a vaca tussa, a cobra vai fumar.

30 de mai de 2015

"Porque hoje é sábado / A vida vem em ondas, como o mar
E Nosso Senhor Jesus Cristo morreu na cruz para nos salvar".
Porque hoje é sábado / Esse governo seria bem aceito
Se tivesse mais virtude que defeito.

INDA QUE MAL PERGUNTE...
O que é que o tucano Joaquim Levy está fazendo, além de tentar consertar o que Dilma vem destrambelhando há quatro anos e cinco meses?

SEGREDOS DE ROSE

Você não vai acreditar, mas o Planalto não dá nenhuma informação sobre os gastos de Rosemary Noronha com o cartão corporativo do governo - sim, Rose, amiga íntima de Lula, tinha, usava e abusava do cartão corporativo do governo.

O Palácio do Planalto arrepia a Lei de Acesso à Informação e alega que nos casos de transações como as praticadas por Rose, a Facilitadora-Geral da República, o sigilo é um caso de "segurança da sociedade e do Estado".

Se você não tá lembrado, dá licença de contar: era uma casa, um palacete assobradado. E foi ali, naquela espécie de lupanar da República dos Calamares que Rose, Lula e seus jecas deitaram e rolaram até que foram flagrados pela Polícia Federal, na Operação Porto Seguro.

O segredo é muito mais por se saber com quem do que quanto ela gastou. Esse governo brinca de ser comparsa do grande bundalelê que desmantela a dignidade e a honra da nação.

INDA QUE MAL PERGUNTE II...
Faça de conta que ainda estamos no tempo em que os bichos falavam. Se lula não fosse um náutilo, um fruto do mar, coisa de se comer, que bicho seria?

FIFA É FIFA
Até parece que a prisão de meia dúzia de dirigentes salafras da Fifa vai acabar com o império de Joseph Blatter. Sua volta ao que sempre foi sem nunca ter deixado de ser, só vai custar um pouquinho mais caro. Os preços da tabela para os planos de mídia serão muito mais onerosos. Mas dinheiro e velhacaria é o que não falta nessa Babilônia do futebol mundial.

O 4° PODER
A mídia é mesmo o 4° Poder. Fique certo de que, com a Fifa vai acontecer o mesmo abafa que sofre a Operação Zelotes, com os valores da corrupção custando o dobro do Petrolão, mas completamente abafados pela imprensa. É que dentre os grandes réus da Zelotes são as grandes e medianas redes de comunicação. Os donos da liberdade de expressão, em casos como este, mostram que são donos da liberdade do patrão.

29 de mai de 2015

BLATTER REELEITO

Blatter, o Pinguim, resistiu à crise e à pressão de Batman e Robin e foi reeleito presidente da Fifa. O baixinho suíço teve 133 votos, contra 73 do príncipe Ali bin Houssein.

Uma grande surpresa, afinal esta é a quinta eleição consecutiva na Fifa que Blatter ganha de braçada. Ali agora não sabe nem onde se socar. Nem ali, nem acolá.

Em minoria, o candidato jordaniano, desistiu do segundo turno e pronto. Deu Blatter na cabeça. A ratatulha caiu na ratoeira. Ficaram só os honestos.

Depois disso, o futebol brasileiro nunca mais será o mesmo. Ah, sim... Dizem que Marco Polo del Nero, o Pizzolato da Fifa, telefonou para cumprimentar o vencedor, mas Blatter, o Pinguim, mandou dizer que não estava em Gotham City.

E quanto aos fanáticos torcedores brasileiros, desçam todos da arquibancada da vida e voltem a prestar a devida atenção às prisões e delações premiadas da Petrobras e demais portas da máquina pública, arrombadas pelo crime organizado que saiu das ruas e entrou no Estado.
CONVERSA NAUSEABUNDA

Joseph Blatter em discurso antes da eleição, se defende lá em Zurique, na Suíça - onde se come com os olhos pra não gastar a pizza: "Culpados são os indivíduos, não a Fifa".

Ay, ay, ay, ayay... No me rompas las pelotas!

Já vi essa desculpa esfarrapada no improviso por escrito de uma senhora chamada Dilma Vana. Ela dizia, num dos púlpitos do seu Palácio, a mesma coisa da Petrobras.

O que deixa a Petrobras com padrão Fifa e a Fifa nos níveis da Petrobras é que o mandachuva da Fifa se chama Joseph Blatter e a mandona da Petrobras atende pelo codinome de Dilma Vana.

Que conversa bem nauseabunda! Qualquer dia, aparece um brasileiro mais desbocado e manda os dois tomar no olho do Cerveró.
O BRASIL DESGOVERNADO

Está começando o fim de semana. Brasília, hoje, já não é a mesma. Já não correm nas suas artérias os bólidos tresloucados que levam e trazem, do nada para lugar nenhum, milhares e milhares de aspones que atravancam o trânsito e o progresso.

Isso quer dizer que o Brasil pode começar a trabalhar na próxima segunda-feira. É que nesta segunda, começa o mês de junho. E lá se vão cinco meses de um Brasil paralisado. Lá se foram cinco meses sem que Dilma Vana desse um único passo além da cerimônia de posse.

De lá pra cá, Dilma Vana não governou um dia sequer. Peça, por favor, que ela mande cada um de seus ministros mostrar o relatório de atividades e realizações de cada um dos seus ministérios desde 1° de janeiro até este glorioso dia 29 de maio de 2015. E que se ela for, digamos, bem homem; se ela for macho mesmo, que mate a cobra e mostre o pau.
O MELHOR ESCONDERIJO

Já que ninguém mais dá bola para a roubalheira institucionalizada pelo crime organizado que se instalou no Estado brasileiro; já que ninguém mais quer saber de Petrolão, de gandaia parlamentar, de inflação galopante, então é bom saber que o Brasil já se tornou no melhor e mais seguro esconderijo para quem está sendo procurado pelo FBI e pelos agentes da Receita Federal dos Estados Unidos.

Aqui, os advogados de Ricardo Teixeira já o avisaram de que não deve sair do país. É que lá em Boca Raton, o bicho tá pegando. Como Marco Polo del Nero é advogado, aconselhou-se por moto próprio a refugiar-se no Brasil, de preferência longe da sede da CBF. Del Nero já se encontra em porto seguro, no Rio de Janeiro. A Receita daqui é lerda. Bota lerda nisso.
A VIAGEM DE MARCO POLO

Marco Paulo del Nero, assim que viu seus pares e ímpares sendo presos pela polícia de Zurique em nome da Justiça dos Estados Unidos, viajou de volta - em nome da honra de seu nome - para o Brasil ou lugar alhures, mandando literalmente para o espaço a faustosa reeleição de Joseph Blatter.
PROCURA-SE
Del Nero, em pleno bunga-bunga, deixou na mão seus parceiros da Fifa, assim que ficou sabendo o que o FBI pensa a respeito da honestidade da nababesca turma de suas relações e amizade.

A viagem de Marco Polo tem razão de ser: por rígidos princípios morais, desde criancinha, ele cultiva o saudável hábito de não andar em más companhias.

Sim, sim, Marco Polo até pode se dar bem com Zé Maria Marin, o Surrupiador de Medalhas que, por acaso está em cana lá na Suíça, mas desafia quem quer que seja a provar que ele anda desfilando por aí com Ricardo Teixeira.

Ah, sim... Para facilitar as buscas; Marco Polo del Nero é presidente da CBF, onde goza mensalmente de um salário de R$ 200 mil. Mas, não fique alvoraçado pensando numa boa recompensa, Marco Polo foi visto desembarcando no aeroporto do Rio de Janeiro. Estava só e mal acompanhado.

28 de mai de 2015


PREMONIÇÃO OU PISTA




Meteram a mão na taça. Deixaram, desde cedo, as digitais no troféu. Repare que uma das mãos tem só quatro dedos.
TEORIA DA CONSPIRAÇÃO

Eu não queria dizer nada pra vocês. Mas, a Rádio Corredor lá do Palácio do Planalto sussurra que essa Operação Lava-Jato à moda caubói americano que meteu na cadeia um monte de dirigentes da Fifa, inclusive Zé Maria Marin, o Surrupiador de Medalhas e mais um tal Zé Lázaro, é coisa do FHC.

A teoria da conspiração levantada pelos locutores e ouvintes palacianos tem a marca do Príncipe dos Sociólogos que acha que aquela comitiva brasileira na Suíça, em 2007, liderada por Lula então presidente explícito do Brasil da Silva, tem tudo a ver com qualquer eventual maracutaia urdida para trazer a Copa das Copas de 2014 para o até então País do Futebol. 

Então é isso, vai sair a CPI da CBF do BR, por culpa do FHC. Há controvérsias.
CPI DA CBF DO BR
Então vem aí, mais uma CPI. Desta feita, como faz bem à moda, é para tratar do futebol e suas circunstâncias. É a CPI da CBF, capitaneada pelo craque Romário. Então, quer dizer que é a CPI da CBF do BR - Baixinho Romário. O blog do José Cruz informa que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha já deu sinal verde para que ela seja mista. Sei lá, por que razão, eis que são muitas as razões que a própria razão desconhece, sempre que ligam esse vocábulo a alguma coisa, sinto no ar um engordurado cheiro de pizza.

À LAS POMBAS, COMPANHEIROS!
O Senado aprovou a terceira medida do pacotão de "ajuste" fiscal do governo. É a medida provisória que eleva os impostos sobre importados. 

À las pombas, companheiros! Você que já trocou suas viagens a Paris e à Disney pelas belezas naturais das cidades circunvizinhas, agora vai ter a boa ideia de trocar o seu Johnnie Walker Platinum por uma cachacinha de alambique respeitável, ou o seu habitual Marquês de Riscal por um vinho típico da colônia, um Sangue de Boi, ou coisa que o valha. 

Você que adorava derrubar latinhas de caviar beluga nas prateleiras, agora já está até inclinado a gostar mais de atum ao azeite virgem e ainda inexplorado. 

Sabe aquele supermercado que já está com bossa e preços de joalheria?... Pois, o vinho e o uísque da sessão de importados dele já não lá essas coisas. Vai ver que falam guarani. Que coisa mais linda, você veraneando, comendo e bebendo aqui no Brasil da Silva, como se estivesse morando em Cuba. 
O NERO DA CBF
Se essa lama toda respingar na CBF e derrubar Del Nero... Que grande artista a Copa do mundo vai perder!
SAUDADE
Agora só se fala nisso: Fifa, CBF, Zé Maria Marin, Copas roubadas... Ah, que saudade do Mensalão, do Petrolão, do Renato Duque, do Cerveró!
MISSA DE 7° DIA

Ei, ei... Eu quero, sim, falar do escândalo da Fifa. Quero falar dos Intocáveis do FBI botando na cadeia esses corruptos ativos e passivos do futebol mundial. Tomara que descubram tudo que estão fazendo lá dentro.

Mas, inda que mal pergunte: e a ratatulha que invadiu a Petrobras, a pandilha que tomou de assalto o Estado brasileiro, os gatos pardos que tomaram conta das almofadas do Congresso Nacional?!?

Não deixe que sua memória acabe com a Missa de 7° Dia.
DEPOIS DO FLAGRA
A CBF tirou o nome de José Maria Marin da fachada de sua sede no Rio de Janeiro. Logo deve tirar também o sofá da sala.
O PAÍS DO FUTEBOL

Peralá! Não entrem de primeira que vocês levam o drible da vaca. Essa Operação Lava-Jato americana, bom grado mostre os podres dessa pandilha de sevandijas lá da Fifa e seus governos coalizados, não tem a independência e nem a dignidade da nossa Lava-Jato. Como diria o criador da criatura nos seus melhores arroubos de caradurismo: "Não tem nem 10% da nossa honestidade".

Então, tomem tento, a nossa Lava-Jato é que é a legítima; a deles é paraguaia.

Falta na Lava-Jato americana a autonomia e a excelência que caracterizam a Vara de Sérgio Moro, o Ministério Público Federal do Paraná e a Polícia Federal, triunvirato legal que pratica o melhor governo desse país nos últimos tempos.

A Operação Lava-Jato americana está a mando dos velhos imperialistas que querem tirar a Copa do Mundo da Rússia, em 2018 e do Catar, em 2022. Velhos "imperialistas" - é mister que se diga - para os esquerdopatinhas quando se trata de outros assuntos, eis que em matéria de futebol, do pescoço pra baixo tudo é canela.

A investida da Lava-Jato americana vem a calhar para a classe trabalhadora aburguesada que se acostumou a nos mandar, posto que desvia os holofotes do Petrolão e da derrocada governamental para a Fifa, dona do mundo da bola. Para essa banda bandalha brasileira, a Lava-Jato deles lá deveria chamar-se "Operação 51" - uma boa ideia.

Mas a ideia mesmo dos "Intocáveis" do Tio Sam é desmantelar a reeleição do inocente e desinformado Joseph Blatter - o Lula deles lá e, muito mais que isso, antes de qualquer outra Copa das Copas, transformar os Estados Unidos no País do Futebol.

Se não é isso, então inda que mal pergunte: o que é mesmo que os Estados Unidos têm a ver com a roubalheira nas Copas realizadas na França, Coréia do Sul e Japão, Alemanha, África e aqui no Brasil da Silva? Vai ver que eles estão investigando essa patifaria toda desde 1994 quando o país-sede da Copa foi aquele que tem Washington por capital e Nova Iorque como a grande maçã do mundo.

Meu sangue latino me leva a confessar que tô nem aí que os Estados Unidos venham a ser o País do Futebol, o Brasil já perdeu esse título há mil anos. Já trocou - desculpem a triste figura - há muito tempo as bolas pelas algemas. Hoje não passa de uma pátria de chuteiras velhas.
PARTIDOS, DOAÇÕES & PROPINAS
Os partidos são capitanias hereditárias da Politicalha, esse país de seres estranhos de má-conduta. As doações venham da coisa pública ou da privada, são a lavagem das propinas que antes de chegarem ao Caixa dos partidos ficam no bolso dos seus donatários.

À SOMBRA DOS HOLOFOTES
Os gangsteres envolvidos no escândalo do Petrolão e suas subsidiárias espalhadas em cada peça da máquina administrativa do Estado brasileiro acham que as prisões dos dirigentes da Fifa podem lhes proporcionar um pouco de sombra e água fresca. Acham que os holofotes da mídia vão desviar seus focos da Operação Lava-Jato para a ação dos Intocáveis americanos que estão enfiando bola na rede. Nada, no entanto, é tão bandido e canalha quanto a corrupção que faz a nova História do Brasil. A cadeia que a alta bandidagem vai amargar nas garras da Justiça americana vai vestir uma espécie de saia justa na aparelhada Justiça brasileira.

FIFA COLOCA A COISA
PÚBLICA NA PRIVADA

Não se deixem enganar. A corrupção e o crime organizado da Fifa só nos diz respeito, quando o bando de salafrários consegue misturar o futebol com o crime organizado dos governos de países em que a bola rola.

Essa bandalheira da Fifa só nos interessa por que invadiu os cofres públicos brasileiros. E o pior é que a gente sabia e, uma vez mais, nada se fez. Até ameaça de pontapé nos fundilhos, em nome da Copa dos 7 x 1, o nosso governo permitiu que o ministro do Esporte aguentasse de um reles secretário do Blatter, o Lula da Fifa.


A VIDA SEM CAIPIRINHA


Dilma Vana, lá no México: "A vida fica muito ruim sem caipirinha". E dito isto, meteu uma birita à moda brinde, apressando o papo com o presidente mexicano: - Afinal, a gente veio aqui pra beber ou pra conversar? O que se descobre desse memorável encontro na terra dos mariachis é que a criatura não aprendeu só comportamentos politicamente corretos com o seu criador.

27 de mai de 2015

LAVA-JATO AMERICANA MIROU
NA CARTOLAGEM LATINO-AMERICANA

Só um pouquinho mais sobre essa prisão dos dirigentes da Fifa, lá na Suíça, na antevéspera de mais uma eleição presidencial na entidade-mor do futebol mundial.

As prisões se deram no Baur au Lac, um luxuoso hotel cinco mil estrelas, de Zurique. Os agentes policiais chegaram à paisana ao hotel durante a madrugada. Com as ordens judiciais na mão, receberam as chaves dos apartamentos e botaram mãos à obra.

A cartolagem é acusada de fraude, lavagem de dinheiro e uma coleção de crimes financeiros. A Operação Lava-Jato deles lá, mirou com precisão nos cartolas da Latino-América.

É que a Justiça americana - que adora crimes financeiros, mesmo quando não sejam cometidos por um Al Capone - teve mostras de que boa parte das propinas sob investigação tem tudo a ver com a organização da - adivinhem! - com a organização da Copa do Brasil, Taça Libertadores da América e da Copa América. Marin, o Medalhão de Ouro é acusado de corrupção e de conspiração.

O Ministério Público da Suíça confiscou documentos e computadores na sede da Fifa que conteriam a comprovação de que os cartolas receberam propina também para votar nas sedes das Copas da Rússia e do Qatar.

O esquema ultrapassa 100 milhões de dólares de propina e comissionamento lavados em meios de comunicação e empresas de marketing esportivo que recebiam direitos midiáticos de publicidade e patrocínio em torneios de futebol na América Latina.

Para a Procuradoria-Geral da Justiça dos Estados Unidos, o empresário brasileiro J. Hawilla, dono da Traffic, agência detentora de direitos de transmissão e parceira da CBF, está envolvido até os gornes no suborno. 

Então agora, inda que mal pergunte: você teria alguma ideia de como a Copa do Mundo de 2014 veio parar no Brasil?

26 de mai de 2015

INDA QUE MAL PERGUNTE...
Quem tem mais certeza de impunidade que os "dimenor" nesse país?

SE ACHA
Vanderlei Luxemburgo é o Lula do futebol brasileiro. Já era e ainda se acha.

FASE 13

A Operação Lava-Jato, colocou batizou com nome e sobrenome cada uma das mais recentes fases de investigação. Foi assim que todo mundo ficou sabendo do sucesso das operações A Origem, My Way, Que País é Esse, Juízo Final...

E, de repente os federais da equipe de Sérgio Moro detonaram a fase 13 e não lhe deram nenhum codinome digno de admiração.

A turma que manda e desmanda no PT não está gostando nem um pouquinho dessa maldade. A pandilha acha que o 13, mais que um número cabalístico, tem a cara do PT. E não se sabe bem por que cargas d'água, acham que isso tá pegando mal.

Então, pronto. A 13ª Fase pode se chamar PT, simplesmente PT com muita honra, com muito orgulho, com muito amoooor... Ou então, "Ferradura 13 Cravos"... Quem sabe até, para os mais fanáticos, Operação "13 Superstar"... Por que não "Estrela da Sorte"?.. Ah, chama de Fase 13 que tá bom demais. Todo mundo sabe de quem se trata.
CADEIA PARA CERVERÓ

Pronto, para quem estava esperando justiça, apenas justiça, nada mais do que justiça, a Vara de Sérgio Moro espetou Nestor Cerveró com cinco anos de cadeia, por lavagem de dinheiro. E dinheiro nosso; saído das burras públicas, bem nas fuças do governo.

A acusação mostrou que o velho companheiro diretor da Área Internacional da Petrobras usou o dinheiro de propina para comprar um apartamento de luxo no Rio de Janeiro.

A pena é para ser cumprida em regime fechado. Mas se ele se comportar direitinho, estará em liberdade condicional, podre de rico, morando em casa, dentro de um ano e alguns meses.

Esta condenação, no entanto, foi só pela lavagem. Cerveró tem sobre as costas largas o peso de mais meia dúzia de processos.

Os advogados de defesa acham que vão recorrer da sentença. Se eu fosse um deles - cruz, credo, aff-maria! -  alegaria perseguição. Sergio Moro teria condenado o trambiqueiro só porque Cerveró olhou atravessado para ele.
MANDÕES
A esquerda festiva e elitizada pelos já quase 13 anos de poder, agora reclama que Eduardo Cunha "não opina, manda na maioria" lá da Câmara. Pode até que seja mesmo. De minha parte, Cunha não faz e nunca fez o meu gênero de democrata e nem de republicano. Em, todo caso, quem é essa esquerda festiva para reclamar de Cunha? O que é que Lula faz com o PT, com a velha esquerdinha de guerra e com esse governo, o tempo todo?!?

A VELHA MALA II
Pronto, como vou passar o dia fora, deixo com vocês o último pedaço de papel que encontrei pelos compartimentos surrados da velha maleta 007 que retomei para bancar o executivo, por uns dias desta semana. Assim que der vou à cata de outras maletas, baús e gavetas por onde andei espalhando folhas soltas...

VIDA
Sempre cabe em minha alma / um outro corpo que me acalma. / Na minha noite há o infinito mistério / de rir daquilo que é mais sério. / No meu tempo há lugar pra quem bem quiser / há um sonho de paz que eu evito / e uma certa presença do espírito / nos meus silêncios ao vadiar da sorte... / E existe vida pela hora da morte.
LULA QUER R$ 8 BI DO PAC
PARA REFORÇAR HAHAHADDAD

Uma das piores apostas de Lula e do seu PT de honra foi escolher Fernando HaHaHaddad para a Prefeitura de São Paulo. Logo São Paulo, um colégio eleitoral que Lula não pode perder na próxima eleição, seja ela qual for.

Agora, Lula tira mais um coringa da manga e quer R$ 8 bilhões do PAC como se fossem para obras e "realizações" na pauliceia e que, na verdade, nem são para a campanha HaHaHaddad...

São para alavancar a volta de Lula. E, como se sabe, isso é um ótimo pretexto, como sempre, para enriquecer os intermediários - operadores e receptadores de gordas comissão - em toda e qualquer obra que se tenha a esperteza de começar neste governo.

A VELHA MALA
Mais duas folhas soltas que retiro da velha mala executiva tipo 007... As duas falam de tempo, aquele tempo que não perdoa nada daquilo que se faz sem ele.

RAZÃO & CORAÇÃO
Daqueles amores de verão / que acontecem no inverno: / um paraíso no coração / e na razão, um inferno.

MAIS OU MENOS
Mais do que um verão a mais / menos do que a vida pela vida inteira / Mais do que esperei jamais / Menos que uma história passageira.

A BOIA DO PLANTADOR
Agora a turma de Lula e boa parte do PT que não morrem de amores por Aloízio Mercadante, dizem que foi ele quem plantou na imprensa boatos sobre a falsa gripe de Joaquim Levy, naquele palco iluminado montado para anunciar os R$ 69,9 bilhões de corte no Orçamento. É bem provável que antes de Levy abandonar o barco, Mercadante já esteja boiando nas águas turvas do governo Dilma.

25 de mai de 2015

A VELHA PASTA II

Eu estava no Rio dia 16 de julho de 2004, antevéspera de uma viagem para Ancara, na Turquia. A noite carioca é incomparável... E eu estava só e acompanhado pela saudade que eu já sentia de Brasília.Rabisquei no papelzinho que hoje reencontrei na velha pasta.

URCA E BANDEIRA

Não morrerei por nada de amores pela Lua / mas, sei lá, como ela está nua / queria estar com você na Urca / e com ela na bandeira turca.

COMER O BOLO, ELES NÃO  COMEM

Depois de cortar verbas da Educação e da Saúde, o governo retoma a prática descarada do mensalão e diz que vai "reforçar esforços" para angariar aliados a fim de aprovar o famigerado ajuste fiscal. O governo simplesmente está acenando com verba para os parlamentares que assinarem o ajuste fiscal.

Isso é de uma hipocrisia, de um cinismo, de uma sem-vergonhice, de uma libertinagem das mais obscenas nunca antes vista na história desse país. 

Perdoem o desabafo, mas esses caras me botam só porcaria na cabeça... Que droga, chamar essa compra e venda descarada de políticos e de consciências de "reforçar esforços" é uma coisa tão nauseabunda quanto chamar cocô de "bolo fecal". 

Não importa se a moeda é sonante ou em cargos, salários ou ministérios. É propinão. Esses caras governantes e parlamentares são uns nojentos. Desculpem, mas eles tiram a gente do sério. E enquanto isso nenhum deles rasga dinheiro nem come fezes. Não são malucos, são trambiqueiros.
ELA FICA FURIOSA
O que mais dói na Dilma Vana é ela não ter o prazer de dar as notícias ao Brasil que a gente vê na TV. Com medo dos panelaços ela terceiriza os anúncios da História Oficial. Só isso já me causa andaços de prazer. Sou capaz de me desaguar todo de tanto rir. Dilma Vana terceirizar as suas falas na TV me causa, desculpem o mau jeito, incontinência urinária. Me aperto todo de tanto de rir.
OBJETOS DE OVAÇÃO
Mantega é vaiado de novo. Desta vez foi em um restaurante italiano de São Paulo, na noite de sábado. Vai ver que foi só por causa do ranço. Outro dia, quem foi hostilizado foi o ex-ministro dos cubanos, Alexandre Padilha. Lula confessou que "está difícil" andar na rua. E assim é que, sendo do time do governo Dilma Vana, toma vaia e apupo por cima. E a fila anda.

À SOMBRA DOS PINHAIS
Sérgio Moro, o Eliot Ness da Operação Lava-Jato decidiu que o antigo tesoureiro do PT, Vaccari Neto e mais os desdeputados André Vargas, Pedro Corrêa e Luiz Argôlo, não cabem mais na sua Vara e os mandou curtir cadeia no Complexo Médico-Penal do Paraná. Esse presidio com capacidade para 350 prisioneiros, em Pinhais, na Região Metropolitana da Terra das Araucárias. Não demora nada, o quarteto está ganhando a vida dando aulas num cursinho intensivo para delinquentes que aspiram ingressar no crime organizado estatal.

UMA COISA É UMA COISA
O ministro Joaquim não está demissionário. Ele estava apenas gripado. Uma coisa não tem nada a ver com a outra, nem vice-versa.

CARNE DE SEGUNDA COM
PREÇO DE PRIMEIRA

Dilma acaba de fazer um negócio da China com a China. Os mais de um bilhão e meio de chineses só comem carne de segunda: acém, paleta, fraldinha, costela, capa de filé, coxão duro, chuleta, músculo dianteiro... Logo a carne que os brasileiros que não ricos, acima da linha da pobreza e dos bolsa-familiares podem comprar. Essa linha da segundona agora é facilmente encontrada nos açougues e supermercados e melhores casas dor ramo... por preço de filé mignon e baby beef.

LUZ PARA TODOS
SÓ QUE NÃO
Y así pasaron los años... Dez anos, se passaram nada menos do que isso e o programa do governo Luz para Todos continua sendo apenas um slogan para mais de 257 mil casas brasileiras com certeza. Só no Piauí que é um estado tiquitito pero cumplidor, há 32 mil domicílios à espera de energia elétrica. Os dados são da Eletrobras piauiense. Esse governo faz saber, mas não sabe fazer. criar um slogan é fácil; difícil é botar um bico de luz.

DIFÍCIL DE CRER

Enquadrado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o senador das Alagoas, Fernandinho Beira-Collor chamou Janote de chantagista. Droga, aí é brabo de acreditar. Nenhum dos dois fez acordo de delação premiada.

24 de mai de 2015

LEALDADE, O RETORNO

O bom da lealdade é que ela não tem preço. Não se vende e não pode ser comprada. Se alguém imagina que a compra, leva calote. Assim que é adquirida perde o valor e deixa de ser lealdade para ser infidelidade, consanguínea da chantagem, falsidade, hipocrisia e traição.

Quando a lealdade é comprada, se chama de "estratégia de coalizão" e se transforma em Mensalão, em Petrolão ou Cartelão que pronto se desmantelam e se viram pelo avesso pela sempre reles e demolidora delação.
O CÚMPLICE
Zé Dirceu, o chefe dos mensaleiros, hoje gozando confortável e antecipada prisão domiciliar, à beira de uma nova cadeia, ameaça abrir a boca se for preso novamente pela Operação Lava-Jato.

Droga, só por isso ele já deveria ser re/preso. Confessa que é um arquivo-vivo. Vivo demais para conviver com a sociedade dos homens de bem. Se Dirceu sabe e não conta, Dirceu é cúmplice.
38 MINISTÉRIOS A SALVO

Grande novidade: o governo não cogita em diminuir ministérios. Tanto faz,como tanto fez... Com o que essa gente não trabalha e ganha de salários, diárias, vantagens, cartões corporativos, tanto faz que seja ministério, secretaria, autarquia, órgão vinculado.

Essa pandilha só serve mesmo para ser cabo eleitoral remunerado às custas do erário público. Falem num concurso seletivo para essa gente. Pelo menos 90% saem em disparada fugindo como o diabo foge da cruz; os outros 10% prestariam o concurso, porque já estudaram o gabarito. Dentre mortos e feridos dos 38 inertes ministérios da Dilma, salvaram-se todos.

GOLPE DO FINANCIAMENTO
O mais novo golpe do PT é acabar com o financiamento privado a partidos políticos. É golpe, por que quem tem a chave do cofre é Dilma Vana, por acaso presidente da República e por azar do destino petista de coração, desde que o PDT perdeu o caudilho Leonel Brizola. Em matéria de financiamentos, seja lá do que for, o PT é doutor honóris causa própria.

ESCOLAS DO CRIME
A revista Veja diz que fez uma pesquisa e constatou que os bandidos saem da cadeia muito mais perigosos do que entraram. Tá na cara que isso se refere ao crime organizado das ruas. Na política se dá o mesmo. Os eleitos saem muito piores do que quando chegaram. Aí, já se trata do crime organizado do Estado. Tradução literal: são duas escolas de bandidagem explícita. Uns usam chinelo de dedo; outros gravata e colarinho branco. Levo medo dos dois tipos de formandos.

NEM NA RUA, NEM NADA
Meus caros fiéis! O Lula mexeu num vespeiro. Se meteu de pato a ganso com as igrejas evangélicas e suas bíblias sagradas. Já está levando esculacho por tudo que é lado. Ele que já não pode sair à vontade para as ruas, agora não vai poder entrar à vontade nos melhores templos do ramo.

ROMBO MANJADO

Foi só falar em dar um fim no fator previdenciário, para o governo mostrar que as contas da Previdência não fecham. Os fantásticos economistas governamentais revelam agora que há lá dentro um rombo de R$ 73 bilhões, quase 30% a mais que os alegados R$ 53 bilhões do ano passado.

Se o governo não desviasse a arrecadação da Previdência para outros caminhos da Esplanada, o diabo seria mais bonito. Se hoje alguém arrombar a porta de um ministério e não encontrar um rombo pode mandar consertar a porta, porque ali não é um ministério. E bem que pode encontrar ao invés de rombo, mais um roubo. Nem precisa procurar muito.

LEALDADE
Eu tenho me sentido bem ultimamente. Desde que me determinei a não ser e nem ter patrão. Estou me dando bem com as coisas da vida, por que já não me vejo obrigado pelos azares e armadilhas do mundo, a colocar à prova a lealdade das pessoas. Hoje me sinto capaz de perceber no que me esteja próximo ou distante, o que é fidelidade. Nem sempre, no entanto, isso quer dizer tranquilidade. A legião dos desleais é pouco menos que a maioria.

O CARTEL NO PRÉ-SAL

Lula da Silva, sempre ele, já não aguenta mais ver desmoronar o império de bons negócios no Brasil da Silva, país que ele descobriu em 2002 quando subiu a rampa para habitar pela primeira vez o Palácio do Planalto. Falta só um pouquinho de nada para ele se declarar candidato ao lugar de Dilma que nunca deixou de ser dele. 

Nesta segunda-feira, o operador Milton Pascowitch vai depor na Operação Lava-Jato. E o que ele sabe de outros ramais do esquema Petrobras não é pouco. Tem tudo a ver com BNDES, fundos de pensão, eletrolão, Pré-Sal. 

E é aqui que a água começa a salgar para a carcaça de Lula. O Pré-Sal é mais uma das invenções "extraordinárias" do seu Brasil da Silva. 

Ao descobrir tal mina de ouro, Lula abriu as portas de um novo paraíso de obras bilionárias tocadas pelas empresas que compõem os estaleiros, casual e inocentemente, as mesmas que formam o cartel que vive pagando propinas em contratos de refinarias e outras barbadinhas do Brasil lulático. 

Quer dizer, "tocadas" até ali... As obras começam, a dinheirama aparece aos borbotões, os operadores tomam chocolate e pagam o que devem. 

Então, Pascowitch vai engrossar o caldo no caldeirão de ingredientes que a Operação lava-Jato já mexe e remexe pelas cozinhas do Pré-Sal. O tempero é o mesmo do Petrolão. O Pré-Sal tem o gosto do mesmo esquema de desvios nos contratos de construção de refinarias. A receita é a mesma: são obras de plataformas, construção e locação de navios e sondas de perfuração para exploração de petróleo - e la nave va! - com um volume de investimento público e privado muito maior de tudo que já veio à tona até agora. 

Assim é que, a semana começa bem. Lula vai ter que se lançar logo rumo a 2018. É o jeito de conseguir a imunidade que ele hoje não tem mais, embora governe subterraneamente o país com mão de gato. E não levem, por favor, essa figura da mão de gato a uma errônea e apressada tradução literal. Mão de gato é só aquela conhecida rapidez dos felinos que dão o tapa e escondem a mão.

23 de mai de 2015

VASCO 1 X 1 INTERNACIONAL

Droga, eu não tinha mais nada pra fazer. Assisti pela TV Vasco x Internacional. Issoé que é Brasileirão, não é aquela porcaria de Campeonato Espanhol.

O time do Vasco a gente já sabe o que é, mas o Inter me surpreendeu: é digno de qualquer gremista. Vendo o Internacional jogar parece que se vê o Grêmio naqueles dias. Os dias de sempre, é claro. Acho até que os dois, tricolores e colorados, são treinados pelo Felipão.

Qualquer jogo de bola se decide no meio decampo. Ese Vasco x Inter foi defesa contra defesa. Ah sim, por falar em meia cancha, que saudade do Bráulio, o Menino de Ouro dos Eucaliptos. Pra não jogar nesse time é porque deve estar lesionado. Enfim, o futebol tem disso, como me cutucou outro dia Moisés Pereira, o comentarista-profeta.

Quanto ao ataque do Vasco... Ora, a pior coisa que uma defesa deve fazer contra ele é não deixar que o Vasco chute a gol. A melhor coisa é deixar que chute. Não há o menor perigo de gol.

O goleiro do Inter é engraçado. Fica o tempo todo parado, sem fazer nada e quando chutam a gol e ele defende fica todo brabo com todo mundo. Bolas, ele está ali pra quê?!?

Já o goleiro do Vasco, não é do Vasco é do Grêmio. Pelo menos, ele jogou com o uniforme tricolor: calção preto e camiseta azul e branca. Meio que assustou os atacantes colorados.

O eu mais irrita na torcida vascaína é que ela vaia o Vasco o tempo todo. É como se ela não soubesse que o time é uma droga. É, com certeza, uma torcida portuguesa.

Epa! Gol do Inter. Nilmar. Aí, a torcida do Vasco não vaiou.

Aos 22 minutos já do segundo tempofoi expulso um zagueiro do Inter. O time da colônia lusitana no Rio nem notou. Quando viu... Epa! Gol do Vasco. De bola mascada. Empate 1 x 1.

E lá se foi o jogo. resumo dessa ópera bufa: se tem um atacante no Brasil para jogar ao lado de Neymar na seleção do Dunga, esse cara é o Nilmar. Pode até nem dar certo, mas dá uma boa rima.

Sabe quem é mesmo que gosta de ver o Internacional jogar? A torcida do Grêmio. E eu, cada vez que vejo o Vasco, mais quero ver o Barcelona.

Pior, muito pior que assistir a um jogo Vasco x Inter é ver um árbitro brasileiro em campo. Eles nem precisam estar na gaveta; basta que apitem o que sabem.

E pior, muito pior que Vasco, Inter e arbitragem, tudo junto e misturado, são os comentaristas esportivos desse outrora País do Futebol. Inclusive, este redator que vos escreve nos estertores de mais um sábado. Que legado vos deixou essa Copa das Copas.
ETERNIDADE
Às vezes, eu contrario a mim mesmo e me puxo as orelhas, por ter tanta convicção da minha própria eternidade. Para mim, a vida não tem fim. Tenho plena certeza disso. Vou ficar pra semente. Mas morro de curiosidade para saber o que vem depois.

LEVY, O DECORATIVO
Pois, então... Dilma Vana se reuniu com Lula da Silva para se aconselhar sobre os cortes de R$ 70 bilhões no Orçamento e não convidou Joaquim Levy, o craque da Fazenda. Aí, o anúncio que estava sendo anunciado com a devida precaução e antecedência, foi feito em rede de TV, sem a presença de Joaquim Levy, o papa emérito do governo, já que o papa em exercício é Michel Temer. Ah, Levy, o que que há com o teu peru?!?

O PT do PMDB
Renan Calheiros do PMDB, manda no Senado; Eduardo Cunha, do PMDB, manda na Câmara; Michel Temer, do PMDB é o vice-mais presidente da República... Então é o seguinte, se o PT é a rainha da Inglaterra, o PMDB anda trocando o seu reino por qualquer cavalo.
ENTREMENTES... 
O BNDES FICA MAIS RICO E NEBULOSO

Assim como quem não quer nada, a Embraer e a Odebrecht, menina espevitada dos olhos grossos do avarento e perdulário Partido que se vale dos Trabalhadores, abocanharam mais de 90% de todo a dinheirama que o Banco de Desenvolvimento Econômico e Social, o popular BNDES, investiu em republiquetas e ditaduras lá de fora.

Nesse bunga-bunga inatingível pelos organismos de defesa da população sem jogo de cintura, a Embraer embolsou mais de 1 bilhão de dólares e a Odebrecht enfiou a mão em mais de 850 milhões de moeda americana, coisa de mais de 2 bilhões e meio de bagarotes nacionais.

E acredite, se quiser, salvo terrível engano, o governo garante que ninguém intermediou essa negocialhada feita sob segredo de Estado.

As fontes contadoras da História Oficial empenham sua palavra de honra jurando que não há, nesse jogo de cartas altas e apostas maiores ainda, nenhum lobista, nenhum traficante de interesses.

Mas uma coisa os investigadores da Lava-Jato já estão carecas de saber: ninguém tem mais influência e prestígio e nem contatos de primeiro grau tão importantes na vida do BNDES como quem é, ou já foi presidente dessa República dos Calamares.

E assim é que você se dá conta por que Dilma Vana acaba de destinar, em plena recessão, um aporte de R$ 50 bilhões para os cofres folgados do BNDES e, só pra chatear, ainda vetou a quebra de sigilo dos financiamentos cometidos pelo glorioso e intocável Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Desenvolvimento $ocial.... dos que são tidos como seus melhores sócios.
DOMINGO, MAIS OU MENOS UMA SEMANA

Domingo. Pois, então é uma semana que passou, ou mais uma que começa? Se é semana passada, o resumo foi tenebroso, eis que em desespero de causa diante da inflação, o governo brasileiro juntou a fome com a vontade de comer. Dilma, a que não cumpre promessas fez um negócio da China que tem fama de não pagar o que deve.

Se é semana que vem, a perspectiva está no alto preço do tomate, da cebola, do leite, do pãozinho de cada dia, tudo pela hora da morte.

Se é só um domingo, simplesmente um domingo, estamos no ponto morto. Entre a cruz e a espada. E no meio das balas perdidas.

O Brasil continua sendo um dos campeões mundiais em violência urbana e bancando a pátria educadora, sem rumo e sem presidente de fato, posto que o vice Michel Temer e o messias Joaquim Levy têm, pela ordem, Michel Temer cheio de propinas em forma de cargos para distribuir e Levy a chave do cofre, arma poderosa para matar o dragão da inflação.

De resto, é domingo, apenas domingo e a saúde vive de dengue, de hospitais sem leitos, querendo Mais Médicos e sem uma política séria que faça o Brasil feliz.

É domingo, bola pra frente que atrás vem gente e a tarde é de futebol. Eu vou assistir ao Barcelona na TV que o futebol do Barça é que é futebol e não a bolinha murcha do meu Vasco que é tão ruim quanto mengos, curingões, galos, tricolores, colorados e a seleção da nova e obstinada era Dunga.

E lá se vai o domingo. Mais um domingo. Lá se foi outra semana. E lá se vem outra semana. E segunda-feira é dia de ver na TV o companheiro Milton Pascowitch, mais um larápio bem relacionado com o poder dominante, ensinando aos federais da Operação Lava-Jato quem roubou o Brasil que estava aqui.

22 de mai de 2015

OSTENTAÇÃO CRIMINOSA

E então o governo tomou fôlego e coragem e anunciou um corte de R$ 69,9 bilhões do Orçamento de 2015. O tal de contingenciamento, apelido do corte, atinge R$ 21,4 bilhões de emendas parlamentares e isso é que mais preocupa os nobres deputados e senadores dessa República.

Basicamente a facada atinge três ministérios, o das Cidades, da Saúde e da Educação, nesse Brasil - Pátria Educadora.

Entrementes, o governo triplicou o fundo partidário que pulou de R$ 300 milhões para mais de R$ 900 milhões; meteu a mão no fator previdenciário, mas não acabou com a gandaia milionária dos cartões corporativos.

E nesse vai da valsa, destinou R$ 500 bilhões para o BNDES continuar financiando sob sigilo público obras para velhos companheiros aqui de casa e lá no exterior; deu 70% de aumento para o Judiciário; passou o salário dos defensores públicos para R$ 33.763 mensais e os nobres parlamentares vão ganhar um shopping no Congresso estimando em mais de R$ 1 bilhão.

Esse governo e esses políticos sovinos trocaram qualquer sinal de moralidade pelo prazer de espezinhar a população com uma ostentação criminosa nunca antes vista na história desse país. Fazem o que bem entendem e o que querem por eles mesmos e por mais ninguém.

E assim é que a grana, a bufunfa, o dinheiro além de não trazer felicidade para ninguém, no caso do governo e da politicalha abre uma permanente exceção. Serve, inclusive, como selo de garantia para essa pandilha não ter medo nenhum de ser feliz.
BATALHA SEM HERÓIS

Então estamos assim, Dilma envia uma Medida Provisória para o Congresso e os parlamentares rejeita; o Congresso aprova uma emenda e Dilma remenda, aplicando-lhe um fragoroso veto. Nesta sexta-feira, foi o que se deu. Dilma Vana vetou a emenda aprovada no Congresso que previa o fim do sigilo nos empréstimos e financiamento praticados pelo BNDES.

Dilma foi lá e deu o canetaço contra. Vetou por que acha que o BNDES já faz tudo com muita clareza e, então, a emenda arrepiaria a Constituição. Mas o empurra-empurra não termina aí.

Por causa disso, o Senado e a Câmara vão formar agora uma comissão mista que vai analisar o veto da presidentona e dar seu relatório em 20 dias. Se o veto for derrubado, Dilma Vana tem que promulgar a matéria. No fundo, no fundo, nessa batalha ninguém luta; todo mundo é bom e batuta: o Parlamento foge pra lá, o governo foge pra cá. E o povo no meio, bate cabeça.

A VALE NO LUGAR DA PETROBRÁS

Você acha um absurdo o BNDES fazer qualquer negócio bem "do jeito que Lula nos ensinou" - como até bem pouco sempre dizia Marta Suplicy?

Então fique sabendo que a pandilha que fazia negócios da China com a Petrobras, já descobriu uma outra fonte que ainda não secou e tem muito leite para jorrar.

Como não contavam com a astúcia do governo, ele acaba de retomar o controle da Companhia Vale do Rio Doce que, desde de 1997 estava privatizada.

A jogada foi feita com os fundos de pensão Funcef, da Caixa Federal; Previ, do Banco do Brasil e do BNDESpar - todos de fachada limpa sob controle do Palácio do Planalto. Essa trinca ficou de dona de 53% das ações da companhia.

O governo está de olho gordo por que na Vale é assim: há negócios bilionários feitos sem licitação e sem interferência do Tribunal de Contas da União, além de passarem distantes do Ministério Público.

Sei lá, mas tenho um palpite que essa jogada vai dar com os burros n'água, por que a raposa pode ser muito esperta, mas a serpente é poderosa. E com a Operação Lava-Jato por perto, "a cobra vai fumar" - como sentenciou no Dia dos Pracinhas, a peremptória e tragicômica dona Dilma Vana.
BALA PERDIDA

Sabe a Christine Lagarde, aquela francesa alta e feia e até simpática que manda no FMI, pois ela esteve aqui e deu um puxão de orelhas na Dilma Vana.

Disse que para combater a crise, a primeira coisa é o governo parar de gastar.
Dilma Vana ouviu, mas francês pra ela é grego, então saiu assobiando de fininho um trecho de La Vie en Rose. Essas coisas, não são coisas que se digam em sociedade, ainda mais numa sociedade perdulária como essa do Brasil da Silva.

Decerto vocês nem se lembram mais da frase fatal da grande raposa mineira, Tancredo Neves, quando assumiu a presidência da República. Pois, eu a retiro agora do baú das miudezas e só de maldade jogo-a na pá do ventilador: "É proibido gastar!".

Foi a sua última frase politicamente correta. Depois Tancredo foi parar no hospital, de onde só saiu para subir a rampa num esquife.

Moral da história: falar para Dilma que o governo tem que parar de gastar é como bala perdida para o carioca: entra por um ouvido e sai pelo outro.
COMO ASSIM, "EX-PRESIDENTE"?...
PRESIDENTE DE HONRA, PÔ!

O senador das Alagoas, Fernando Collor de Mello, já deveria ter tomado as devidas providências. Há muito tempo que ele deveria exigir tratamento igual aos demais colegas sobreviventes que, um dia, por tempo até demais habitaram o Palácio do Planalto.

 Foto/Stuckert/Div
Todo mundo que sobrou é chamado de ex-presidente, só ele que não. O Sarney que é o Sarney tem quem o chame de "ex-presidente" até hoje.

Do Itamar já ninguém se lembra. Ninguém o chama de nada; nem o chama. Com o Fernando Henrique Cardoso, então, é um desatino: é príncipe dos sociólogos pra cá, príncipe pra lá; é "ex-presidente" e até "presidente" FHC muitas vezes, quase sempre, mais até do que deveria.

Quanto ao Lula... Bem, quanto ao Lula é um desaforo. O Cara não só é chamado de "ex-presidente", como é tratado como presidente até hoje.

Bolas, então por que cargas d'água ninguém chama o Collor de ex-presidente, por que ninguém diz nem escreve que ele é ex-presidente, só o chamam de senador disso, senador daquilo e olhe lá?!?

Pô, o Collor saiu enxotado pela porta dos fundos do Palácio por causa de um escândalo, um escandalozinho só! Saiu por causa de uma caminhonete Fiat Elba!...

Meu Jesus, minha Nossa Senhora! O Lula é o ex-presidente campeão mundial de escândalos quando era presidente. Quem contou 200 esparramos de corrupção, bandidagem, escroqueria, desonestidade, burla, imoralidade durante seus mandatos e nesse governo que divide com Dilma Vana, cansou e já se acostumou também a chamar Lula de "ex-presidente".

Há até os mais subservientes e bajuladores que pisoteiam Dilma e o reverenciam como o presidente, sem aspas, como faz bem aos varões mais ativos em temporada permanente de caça.

Então, conclui-se que enquanto Lula é discriminalizado, o Fernandinho Beira-Collor está sendo discriminado. Isso, cá pra nós, não é compatível com uma sociedade justa e igualitária.
 Foto/Stuckert/Div
Já é tempo, pois, de Collor tomar as devidas providências. É uma questão de justiça, afinal somos todos iguais, ou não nessa terra habitada por pessoas e por políticos?

Quanto a Dilma Vana, mais respeito por favor. Há os aduladores que a chamam de presidenta e os mais hostis que a tratam de presidente, simplesmente, presidente.

Há também, os que a tratam com o maior desprezo e a maior distância. Mas, esses... Bom, esses são a maioria esmagadora. Pelo menos 80% dos 201 milhões de habitantes desse país, segundo as contas do IBGE e o retinir das panelas.

RODAPÉ - Se alguém quiser continuar tratando o Lula de "presidente", por favor, na minha frente digam que se trata do presidente de honra do PT. Só assim eu me darei por satisfeito. Pra lá de satisfeito. Já pensou chamar alguém de presidente de honra do PT? Eu, pelo menos, não conheço nenhuma ironia mais ultrajante do que isso.

21 de mai de 2015

VOTO DE RIQUEZA

Quando, há mais de 40 anos, troquei o curso de Direito na Faculdade de Direito da UFRGS, campus de Pelotas, pelo jornalismo puro e simples, fiz sem querer querendo voto de pobreza.

Ainda assim, matando um leão por dia, acabei ganhando um bom dinheiro em boas redações de todos os tamanhos e feitios.

De repente, me apercebi que o que me parecia muito, logo me parecia pouco sempre que eu queria um pouquinho mais.

Descobri assim que o triunfo nas pequenas coisas vale muito mais que as grandes ambições. Elas chegam, não se satisfazem em si mesmas, duram pouco e logo o doce sabor de ganhar passa a ter o amargor do medo de perder.

Hoje, aposentado e jamais inativo, meu voto de pobreza é a minha maior riqueza. Os donos do poder não têm a menor importância para mim: eles só têm emprego e dinheiro para me oferecer.

Não quero nenhum dos três: não quero emprego, nem dinheiro e muito menos quem mande em mim.
TREMELIQUES
O dono da UTC vai a Brasília na semana que vem para detalhar o papel de políticos no Petrolão. Ricardo Pessoa, vai ao Distrito Federal para prestar depoimento à Procuradoria Geral da República, como chefe do Clube do Bilhão. A tribuna de honra do PT está tremelicando.

VOTO DE RIQUEZA

Quando troquei o curso de Direito pelo jornalismo, há mais de 40 anos, fiz sem querer querendo voto de pobreza. Ainda assim, matando um leão por dia, acabei ganhando um bom dinheiro e boas redações de todos os tamanhos e feitios.

De repente, me apercebi que o que me parecia muito, logo me parecia pouco assim que eu queria um pouquinho mais.

Descobri que o triunfo nas pequenas coisas vale muito mais que as grandes ambições. Elas duram pouco e logo o doce sabor de ganhar passa a ter o amargor do medo de perder.

Hoje, aposentado e jamais inativo, meu voto de pobreza é a minha maior riqueza. Os donos do poder não têm a menor importância para mim: eles só têm emprego e dinheiro para me oferecer. Não quero nenhum dos três: não quero emprego, nem dinheiro e muito menos quem mande em mim.
A VIRTUDE VIROU DEFEITO, OU
NÃO COMPRO CARRO USADO

E ainda tem pauteiro que manda repórter entrevistar Dilma Vana, como detentora da palavra final sobre qualquer pauta de noticiário nas redes de TV, rádios e jornais.

E o pior é que os apresentadores de TV e os copydesk dos jornalões editam o encerramento das matérias como se fossem a mais pura e definitiva expressão da verdade.

Essa banda mercenária da imprensa acredita, de olhos fechados na história oficial, como se fossem namoradas encantadas nos relatos de marinheiros, de velhos lobos do mar.

O diabo é que nessas histórias em quem, afora a mídia enamorada das inserções comerciais, ninguém mais acredita são fáceis de serem contestadas, mas muito difíceis de serem provadas.

A maior desvantagem do povo é a credulidade, uma virtude que virou um defeito incurável nos brasileiros de boa vontade.

RODAPÉ - Cá pra nós que ninguém nos leia e inda que mal pergunte: que credibilidade tem Dilma Vana para dar entrevistas e fazer promessas ao povo que ela enganou do jeito que enganou para continuar de dona do Palácio do Planalto? Você pagaria com um cheque em branco, um carro usado da Dilma Vana?
FLORES DO LÁCIO

Eduardo Cunha agora emplacar o preojeto de reeleição para a presidência da Câmara. Para isso depende do amém de seu inimigo figadal, Renan Calheiros que ainda manobra os cordéis do Senado.

E, como essa coisa do poder pega mais que picadura da aedes egyptus, Cunha já anda de afagos e ternuras com Renan, o Cabeça de Adubo que faz nascer até cabelo na testa. esses dois agora dão a entender que sãos as duas últimas flores do Lácio.

Esse tipo de abjeção e baixeza, essa coisa de querer sempre mais e mais é que me dá a certeza de que a ambição é o esterco do poder. Faz crescer, mas deixa um cheiro insuportável.

Não conheço nenhum poderoso desses de gravata e colarinho branco que transitam aqui pela Esplanada dos Ministérios, que seja flor que se cheire.
JOAQUIM BARBOSA ADMITE
QUE PODER CANDIDATO EM 2018

Pronto! Até que enfim, Joaquim Barbosa dá o ar da graça. Admitiu ontem a possibilidade de se candidatar à presidência da República em 2018. Deu-se o fato numa palestra na Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais - Anbima, em São Paulo.

Questionado sobre o "privilégio" de ser presidente, Barbosa deu o caminho das pedras: "Seria uma honra suprema. Mas, acho que antes preciso ter essa vontade. Até agora não tive. Isso não quer dizer que daqui a alguns anos eu não possa vir a ter".

É isso aí. Enfim, Joaquim Barbosa sai da toga, ops!, sai da toca.

Mas, quer saber duma coisinha que eu estou pensando aqui comigo mesmo?

Acho que vi uma pontinha de, não sei se de ciúme ou de inveja, de um tal de Sérgio Moro. Ó céus, ó vida! Se vi, vi sim. Acho que vi.

Em 2018, um contra o outro, eu não quero ver nem a pau, nem que a vaca tussa! Eles vão ter que decidir quem será o candidato a vice na mesma chapa. Se a rainha Dilma da Inglaterra lhes emprestasse a coroa, eles poderiam jogá-la para o ar e decidir, no sorteio, quem seria o Cara.
O MELHOR GOVERNO DO BRASIL

Nesses tempos bicudos, tudo pode incomodar Lula da Silva e Dilma Vana. Nada, porém, é mais perturbador e incomodativo para a dupla dinâmica do que a petulante ousadia da independência e eficácia da Polícia Federal.

Faz tempo que Lula e Dilma perdem o sono - cada um no seu devido leito de deleite - bolando uma forma de aparelhar a corporação dos Federais.

Não tem dado nada certo; não há estratégia de coalizão que tenha poder de chantagem capaz de comprar o poder de investigação e a liberdade de ir e vir dos Intocáveis de Sérgio Moro.

Lula e Dilma, como o velho e conhecido espermatozoide capenga, chegam sempre depois do fato consumado e não têm conseguido apagar o velho brocardo que ensina que o criminoso sempre volta ao local do crime.

Valer-se da investidura do bosseiro-remendão Zé Eduardo Cardozo como arauto das ordens da dupla impagável tem saído pior, muito pior que a encomenda.

Como ministro da Justiça do Governo do PT, Cardozo não consegue passar do triste desenho animado de um J. Edgar Hoover, papa do FBI, na tentativa de abater o poder de fogo de Sérgio Moro, o Eliot Ness brasileiro nesses dias de chumbo grosso para a pandilha de sevandijas que tomou de assalto esse país.

Assim é que, malgrado a perturbadora incomodação de Lula e Dilma Vana, pela independência da Polícia Federal e pela contínua penetração da Vara de Sérgio Moro e sua equipe, a Operação Lava-Jato se consagra como o melhor tipo de governo para o Brasil da Silva, pátria descoberta por Luiz Inácio, quando aportou com todas as suas segundas intenções na rampa do Planalto, em 2002.

13ª SÉRIE DA LAVA-JATO,
A PRÓXIMA CAMPEÃ DE AUDIÊNCIAS

A Polícia Federal detona a cabalística 13ª fase da Operação Lava-Jato. E começou mais esta série campeã de audiências nas delegacias policiais, já acertando o lobista Milton Pascowitch, por acaso ligado ao prisioneiro doméstico, Zé Dirceu.

Pascowitch, por um desses azares do destino, é suspeito de inter/mediar doações ao PT e de ter profícua atuação em contratos de empreiteiras com a Petrobras - mãe de todos os vícios e refém do crime organizado da elite dominante. Mas isso tudo é por acaso.

Qualquer semelhança com personagens da vida real dessa República dos Calamares é mera coincidência.

Se alguém, se algum contumaz contraventor está pensando em se homiziar em Cuba, uma vez mais, ou em qualquer outro paraíso fiscal, é bom lembrar que o passaporte não pode estar confiscado pela polícia aduaneira.

Melhor seria preparar a maletinha com coisinhas básicas, tipo toalhinha, pasta de dente e sabonete, por que não demora nada muita gente boa pode dar com os costados na Papuda, outra vez. Reincidência dá nisso.
O MORTO-VIVO
Era só o que faltava para o histórico do Congresso Nacional: um morto-vivo. O presidente da CPI-2 do Petrolão queria exumar o cadáver de Zé Janene. Ai Jesus, Maria e José, em vós confio! A viúva do  mensaleiro delatou tudinho sobre as exéquias do marido e desfez as desconfianças. Janene não descerá dos céus, onde, a bem da verdade diga-se, ele também não foi encontrado.

O INSIGNE TESOUREIRO

A coisa está feia para os lados da banda podre do partido que governa como nunca antes esse país. Digo "feia" por que se dissesse que a coisa está preta, os patrulheiros das cotas me comeriam o fígado. Então tá feia. A coisa tá feia. E que as cotas dos feiosos que se lixem.


É que o velho tesoureiro de guerra do PT, João Vaccacri Neto, anda deprimido e à beira de ser acometido pela Síndrome de Genoíno, louco para ter um troço no coração magoado.

Preso em Curitiba há mais de um mês, ele ainda se encontra no estágio de negociações por um já bem-vindo acordo de delação premiada.

Vaccari já começou a dar sinais de que se sente abandonado, como abandonado pelos cabeças do partido ficaram todos os companheiros flagrados com a boca na botija - de Zé Dirceu a Delúbio, João Paulo Cunha & Cia. Bela.

Vaccari já mandou recados à cúpula da facção a que serviu por tanto tempo com enorme e produtiva dedicação: quer "postura firme" do partido em sua defesa - isso quer dizer inclusive pressão sobre o Judiciário - sob pena de se promover a delator premiado em razão do abandono a que foi relegado.

A reação do velho tesoureiro caiu como uma bomba no meio dos mandachuvas da insigne e afamada agremiação partidária. Há 36 dias em cana, João Vaccari Neto não se conforma em ser apenas mais um insigne ficante.

Afinal, Vaccari não é um traste qualquer; é o cara que sabe tudo e mais um pouco sobre os mais de 200 milhões de reais em propina que Pedro Barusco, ex-gerente da Petrobras delatou premiadamente à Justiça e na CPI-2 do Petrolão.

Uma vez delator premiado, Vaccari recupera o seu prestígio social e aí sim, como gosta de dizer dona Dilma Vana em seus momentos mais lúcidos, a vaca vai tossir e a cobra vai fumar.

RODAPÉ - Dizem esquentadores de poltronas lá do Instituto Lula que, em razão do cargo de honra que exerce no PT, o mistagogo petista anda muito mais preocupado com o já delator premiado Ricardo Pessoa, chefão da UTC, do que com os recados de Vaccari que ainda não se consagrou colaborador oficial.

Talvez até seja feita por esses dias, uma ligação telefônica para o velho tesoureiro com o código de silêncio "tamo junto nessa, companheiro!". Dizem seus circundantes de sempre que Lula já se arrepende de nem isso ter feito com Ricardo Pessoa, com quem nunca mais falou depois que o empreiteiro foi preso.

20 de mai de 2015

A TÁTICA DOS DOSSIÊS

A tática dos dossiês. Sempre que é acuado, Lula se vale da tática dos dossiês. Lula saca um histórico armado até os dentes e começa a alvejar a reputação de quem o colocou na alça de mira.

Essa técnica de reverter situações foi sempre muito praticada pelo babalorixá baiano, Antonio Carlos Magalhães, o ACM para seus eleitores e Toninho Malvadeza para os desafetos.

O alvo de Lula agora é o procurador Anselmo Henrique Cordeiro Lopes que fez um pedido de explicações ao Instituto Lula, ao BNDES e à Odebrecht para apurar as suspeitas de tráfico de influência do incherido ex-presidente em favor da construtora, velha companheira de guerra.

Ao invés de responder às indagações para, se não demonstrar sua inocência, pelo menos dizer que quem não deve não teme, Lula não se defendeu; Lula contra-atacou.

Lula simplesmente passou a mostrar postagens do procurador nas redes sociais, ora manifestando simpatia à candidatura de Marina Silva; ora promovendo Aécio Neves.

Então tá. Essa tática de assassinar reputações, prova que Lula é inocente? Neca de pitibiriba! Absolutamente nada! No máximo, demonstra que o procurador não votou em Dilma Vana.

Assim é que, pelas pistas e documentos em mãos do procurador Cordeiro Lopes, Lula continua a ser mais suspeito do que nunca de ter cometido tráfico de influência.

Isso não seria novidade alguma. Eis que permanecem até hoje as evidências de que Lula intermediou o término das obras do Itaquerão, quando Lula chegou por lá com o executivo da Odebrecht à tira-colo e o BNDES fez mais uma vez o milagre da multiplicação dos pães e dos peixes graúdos.

E nada é diferente hoje do que acontecia às pampas em termos de lobby, consultoria e tráfico de influência no tempo do escritório-lupanar em São Paulo então gerenciado por Rose como se fosse a segunda-dama da República até que o mafuá foi desmantelado pela Operação Porto Seguro, da Polícia Federal.
PACOTE CHINÊS
中国包

E então, em pleno gozo do que chama de vitória, mas não passou da aprovação mais apertada de um candidato a uma vaga de ministro no Supremo Tribunal do Governo, com o elástico placar de 52 votos positivos contra contundentes 27 negativos, as hostes de comunicadores de fidelidade canina a Dilma Vana, comemoram muito mais a chegada da China ao Palácio do Planalto, como salvadora da pátria sem chuteiras que amarga os legados da Copa e do desregro total que destrambelhou o país.

A algaravia toda é por que foi celebrado um "grande acordo" comercial entre o Brasil da Silva e a República Popular da China, enrolado num pacote de 53 bilhões de dólares que embrulham 35 projetos de infraestrutura que tem como promessa matar o dragão da inflação.

Pois, olha que o bicho pode ser bem mais feio do que parece. Com a China não se brinca. São mais de um bilhão de chineses todos parecidos uns com os outros e que apertam os olhos para enxergar melhor. Com eles a gente nunca sabe quem foi que chegou nem quem foi que saiu.

E esses Lig-Lig-Lés não são poucos e nem a China é pequena pro nosso bico. Tem mais de 1 bilhão e 300 milhões de habitantes e com isso a China é o país mais populoso do mundo; tem sozinho um quinto da população da Terra. Cabem sete países com a população do Brasil dentro da China. Em caso de briga, ou desconforto, a gente vai ter que disparar.

E não se admire de que eu esteja falando em dar no pé na hora do pega pra capar, por que em matéria de guerra a gente já se deu mal até batalhando contra o Paraguai que tem hoje pouco mais de 7 milhões de habitantes, sete vezes menos gente disposta a ir à luta do que o nosso estado de São Paulo, que nem pensa nessas coisas.

Pois bem, eu dizia que chinês não prega prego sem estopa. E o que acabe lançar aqui, é bom que Dilma saiba, não foi um pagode chinês; foi um pacote chinês. Chinês dá murro em ponta de faca. Não ficou rico à toa. A China cresceu que nem louca quando, em 1842 perdeu a Guerra do Ópio para a Inglaterra. E foi daí que nasceu a Tríade, uma organização que não bota pra perder e não para de crescer pelo mundo afora.

E com a Tríade é assim: aonde a China vai a Tríade vai atrás. A Tríade é uma mega organização criminosa que deixa o crime organizado estatal hoje instalado no Brasil com cara de criancinha de colo, sem fralda e com diarreia.

A sede da Tríade é em Hong Kong - estou avisando agora para que depois aqueles que tomaram de assalto esse país não digam que a gente não avisou.

Mas, como eu ia dizendo, a Tríade não perde a chance de se esticar pelo mundo afora.  Ela hoje tem bases no Vietnã, Macau, Taiwan, China, Malásia, Singapura, Estados Unidos, Canadá, Austrália, Reino Unido e por aí afora.

Ela é especializada em "serviços sujos" e também notável no exercício de lavagem geral de dinheiro, extorsão, espionagem, assassinato, tráfico, prostituição, jogos de azar.

E, como se sabe, o Brasil hoje está que é uma zorra em termos de organização dessas coisinhas à toa que andam por aí, de mão em mão, e mal administradas pra burro. Sim, o Brasil subterrâneo também é mal governado.

Estou falando isso tudo, não por que o premiê chinês tenha qualquer coisa a ver com isso; sim por que é inevitável que a Tríade que já anda especulando venda de relógios, aparelhos eletrônicos, miudezas e grandezas nas bancas de camelôs que se espalham pelas capitais e grandes centros urbanos desta gloriosa terra que já foi abençoada por Deus e bonita por natureza, se instale peremptória e confortavelmente por aqui.


As facções mais influentes da Tríade criam empresas e corporações legítimas como fachada de suas operações criminosas. Uma estratégia tipo assim com o que fizeram agora mesmo aqui no Brasil da Silva com a Petrobrás e suas derivações e produtos também derivados.Tô só avisando: Dilma Vana não sabe com quem está se metendo.

Com chinês - seja da Tríade ou do governo - não tem essa história de dizer uma coisa hoje e desdizer amanhã. A Tríade, só a Tríade, tem nada mais e nada menos do que 2 milhões e 500 mil membros espalhados pelo mundo.

Vá mentir para um povo desses que eu quero ver. Ah, sim... A Tríade e suas ramificações são quase intocáveis por qualquer espécie de aplicador da lei. Nem a Vara de Sérgio Moro teria 紫色 para destríadilizar o Brasil da Silva.

Quando a Tríade perde a cabeça, não é como uns que outros tucanos, seus tentáculo cortam pernas, braços mãos, ou cabeças de seus opositores.

Com a Tríade pelas cercanias, o jogo do bicho que se cuide e até as Loterias da Caixa que se precavenham. Os dragões chineses não são mansinhos como o nosso Leão da Receita e muito menos domesticáveis como o dragão da inflação que o governo novo de Dilma Vana teve a nova ideia de trazer de volta.

E a vasta fronteira brasileira da cocaína com Peru, Colômbia e Bolívia é um apelo que cutuca e faz cócegas nos planos permanentes de expansão das tríades em mercados promissores.

Só não se metam a fazer com os chineses o que fazem com os brasileiros. Com eles, promessa é dívida. E eles sabem cobrar.

Vou dizer só mais uma coisinha: acho, sincera e temerosamente que comemorar esse pacote de bondades chinesas por 53 bilhões de dólares vai sair mais caro para Dilma Vana e suas facções do que a sua vã filosofia de bem governar esse país pode alcançar.

Logo, logo, o Brasil da Silva vai saber como é que os chineses da Tríade provam que a mentira e os mentirosos têm pernas curtas.
O PT VAI AO TSE REPRESENTAR
CONTRA O PROGRAMA TUCANO


Pois agora, depois de ver e ouvir poucas e boas de FHC e de Aécio no programa do PSDB na TV, o presidente subalterno do PT, Rui Falcão, vai representar no Tribunal Superior Eleitoral contra o programa partidário do tucanato, exibido nesta terça-feira, sem panelaço, em rede nacional.

E por que é mesmo que Rui Falcão vai ao TSE? Por que para os petistas injuriados, caluniados e difamados, a "peça é um jogo de mentiras e falsidades".

Ah, tá. Então, não deveria perder tempo indo até o Tribunal Superior Eleitoral, onde ele sabe que o PT está com tudo e não está prosa. Bolas, pega o Lula, tira-o da toca e vai logo à Polícia e denuncia o FHC, o Aécio, a tucanagem toda por injúria, calúnia e difamação.

Pronto, bota todo mundo na cadeia e acaba logo com essa cambulhada, com essa arruaça toda. Vai lá, Falcão. Pega o Lula e vai lá. Acaba, de uma vez por todas, com esse mar de lama, de mentiras e achaques contra a honra do partido e do seu presidente de honra.
CRIME & CASTIGO

Se a Operação Lava-Jato chegar um dia a um final sem que todos os seus denunciados recebam a devida condenação pelos crimes perpetrados, resta-me o consolo da lei da vida.

A grande punição dessa pandilha de empreiteiros, empreitados. empreitadores e receptadores flagrados na Petrobras roubando o que há e o que não há atrás de cada porta da máquina governamental, é que o crime é tão ou mais humilhante e deplorável que a cadeia. É que o crime em si mesmo é que faz, é que configura o criminoso.

Qualquer um desses celerados que escape da prisão, não escapa de si próprio. O mal que tenha feito corroerá sua consciência, mais dura e implacável condenação de um homem a si mesmo. E se, amortecida estiver a sua essência moral, então não escapará da sociedade que sempre o terá como um criminoso, como um delinquente, como um bandido.

Nem seus filhos desejarão que seus filhos sejam um dia como o avô. Tem que ser muito desgraçado para se dependurar nos galhos da árvore da vida, atravessar a sua própria história como um nababo e chegar a um final de existência tão miserável quanto sinistro e desumano.
DO DIREITO DE OPINIÃO
AO EXERCÍCIO DA RAZÃO

Já me convenci de uma coisa, as pessoas nunca são tão boas nem tão más como as suas opiniões. Descobri que são as palavras e as fórmulas das quais me valho que, melhor do que a razão, criam a maioria das minhas opiniões.

De repente, me dou conta de que não posso nem devo destruir as crenças que fazem os outros felizes, ou pensar que por causa delas são felizes.

Já sei que não vou mesmo convencer ninguém de que as minhas convicções - seriam razões? - são melhores que as dos outros. Em todo caso, insisto: não julguem que obstinadamente me ponho a escrever sobre a corrupção.

Não. Eu escrevo obstinadamente contra a corrupção e... contra o crime organizado que o líder mais pernicioso que esse país já teve, sob a capa da "estratégia de coalizão pela governabilidade", copiou dos presídios e implantou no Estado.

E com "Estado", em verdade, lhes digo governo. Governo em todas as suas dimensões dos seus poderes constituídos e instituídos: Executivo, Legislativo, Judiciário, o 4° Poder e os governos invisíveis. É contra esse Estado delinquente que, obstinadamente, me posiciono e me exponho.

Sinto que às vezes o que tenho por minha opinião leva as tintas grotescas do instinto de dizimar, do desejo de derrubar para sempre aqueles que não pensam como eu quero que pensem.

É quando vem a razão e me avisa que se eu quebrar o poder de reação contrária, de nada me valerá vencer ou convencer a quem não teve o direito de resposta;de que nada me valerá sobrepujar e dominar a quem não dei a chance de exercer a sua liberdade de credo, de pensamento e de expressão.

Mas, deixem que eu me confesse para vocês: minhas opiniões e convicções só me satisfazem plenamente, desde que os outros as aceitem como as únicas certas e as adotem como se fossem suas.

Ah, meu Deus do Céu, eu tinha tudo para ser governista! E ai de vocês que achem que estou certo!
PATRIOTA REJEITADO
Enquanto festejava a "vitória" de Fachin no Senado, Dilma Vana amargava também a "derrota" do itamaraticóide Guilherme, irmão de Antônio Patriota que foi rejeitado pelos senadores como representante do Brasil na OEA, a Organização dos Estados Americanos. Quem também está chorando as mágoas é o seu padrinho, Marco Aurélio Top-Top Sargento Garcia, um esboço remendado de Cardeal Richelieu no Itamaraty. Os dias de vinhos e rosas estão acabando.

VOCÊ SABIA II...
Que do dia 1° de janeiro até 1° de abril, o setor da construção civil demitiu 5 mil trabalhadores e que o governo Dilma só se mostrou comovido e escandalizado ontem, quando a Mercedes Benz anunciou a demissão de 500 operários?

DESPROPOSITADOS

Foto/Givaldo Barbosa/Ag.O Globo

Tá bom, tá bom, não gosto nem um pouco desse tipo assim Joaquim Levy que acende uma vela pra cada santo, uma pra Deus e outra pro diabo, mas aquela violência de mais um dos exércitos dos trabalhadores sem teto, sem isso e sem aquilo, não tem nenhum propósito social. 

Foto/Givaldo Barbosa/Ag.O Globo

Seus legionários nem sabem o que estão pedindo. Em todo caso, eles acharam muito bonito quebrar vidraças, depredar patrimônio público - quer dizer, da gente - agredir e atemorizar quem estivesse por perto. De propósito, não fizeram amigos e nem influenciaram pessoas. Apenas deixaram claro que o governo Dilma não é a sua praia; eles querem se espraiar é com Lulalá. Atrás daquela bandeira vermelha, pura ignorância e violência despropositada.
ALEA JACTA EST...
EIS O IMPÉRIO DA JUSTIÇA

Esse episódio do Fachin está morto e sepultado. O cara foi ungido ministro do Supremo Tribunal do Governo e pronto! A sorte está lançada. Luiz Edson Fachin é mais um dentre os 11 donos da justiça final e peremptória nesse país.

A sua sabatina foi histórica no quesito punhalada nas costas. Um dos Brutus que pulularam pela Câmara Alta da República foi o tucano Álvaro Dias que cravou seu voto em Fachin, ainda que ao arrepio de seu próprio partido.

E ele tentou justificar sua trairagem ontem mesmo: "Havia uma predisposição pelo veto à indicação do nobre sabatinado. Era um voto contra Dilma. Mesmo que o candidato ao STF fosse Ruy Barbosa, ele seria vetado".

Uma ova, seu Álvaro! Uma Ova! Ruy Barbosa não se submeteria a nenhuma sabatina nesse Senado. No máximo, Ruy faria uma Oração aos Jovens, alertando-os contra certo tipo de senadores que andam por aí. Mas, isso já passou. Alea jacta est.

Fachin é só mais um general nessa legião de 11 senhores de anéis, patrícios com capinhas de super-heróis que resumem a justiça nesse império do Cone Sul do mundo. Entre mortos e feridos, nesse Império da Justiça, nós relegados plebeus, estamos todos mortos e sepultados.

TOFFOLI JULGARÁ OS
DENUNCIADOS DA LAVA-JATO
E sabe o quê mais? Pois ontem, ninguém mais nem menos do que Dias Toffoli foi consagrado presidente da 2ª Turma do Supremo Tribunal do Governo. Não é nada, não é nada, a segunda turma do STF é que vai julgar os políticos denunciados pela Operação Lava-Jato.

CADÊ AS PROVAS, CADÊ?!?

Ontem, o Príncipe dos Sociólogos saltou das tamancas no programa tucano de TV.  Mandou ver: "Nunca antes nesse país se roubou tanto em nome de uma causa". E foi mais fundo ainda: "Os escândalos começaram no governo Lula".

Bem, se agora Lula da Silva não pedir para FHC provar o que disse, todo mundo vai ter que pensar que Lula não processa FHC por que ele está mesmo coberto de razão.

Em todo caso, os exércitos de fidelidade canina ao jeito político de Lula dirão que ele não viu o programa de ontem, não ouviu nada, não sabe de nada. E a criatura Dilma saltará em defesa do seu criador, vai querer as provas de que FHC disse mesmo o que disse: "Cadê as provas, cadê?!?".

De outra parte, é pra lá de certo que dessa vez Fernando Henrique Cardoso não vai pedir que esqueçam o que ele disse.

VOCÊ SABIA...
Que o governo tem nas mãos um exército fanático de 110 mil terceirizados, comodamente assentados em cargos comissionados?

O JUIZ DO BRASIL
NÃO ESTÁ SÓ!

Prestem atenção nisso aqui... O Ministério Público Federal usa, faz tempo, faz meses já, nas investigações das negociatas do BNDES, uma estratégia diferente da Operação Lava-Jato.

Em vez de concentrar todas as iniciativas em um só magistrado como é o caso do juiz Sérgio Moro, titular da Vara de Curitiba, o Ministério Público distribuiu sua atuação entre cinco juízes. Os mais de 60 pedidos de prisão no caso do BNDES foram feitos pelos cinco magistrados.

Dê no que der, aconteça o que tenha que acontecer, os brasileiros de boa índole já sabem agora que há mais que um único juiz honrado, decente, justo, equânime, probo e trabalhador nesse país.

Há muitos outros Sérgio Moro por esse Brasil afora e adentro. Os homens de bem já podem respirar mais aliviados. A justiça começa a entrar nos eixos nesse país. Talvez ela ainda tarde, mas está chegando o tempo em que não falhará.

Eu pedi sua atenção para isso: Sérgio Moro não está só nessa terra tomada de assalto por ídolos de pés de barro e pequenos ditadores disfarçados de lideranças sociais. A Justiça começa a tirar a venda dos olhos e a usar a espada como tem que ser usada.